terça-feira, novembro 20, 2007

DIZEM QUE UM CAVALO SELADO NÃO PASSA NA PORTA DA MESMA PESSOA POR DUAS VEZES.






Na verdade a história tem três cavalos, segundo Agamenon Almeida - Recanto das Letras.
O Primeiro - é o "cavalo selado" que passa à nossa porta. Só que é um cavalo bravo, que precisa ser domado. Se você estiver preparado, pode monta-lo e ir embora. Irá doma-lo e conseguirá tudo dele. Se ainda não estiver preparado e resolver monta-lo assim mesmo, será jogado no chão muito mais cedo do que se pode imaginar.
O Segundo - É um cavalo sem sela, que passa à nossa porta de mansinho. Se você tiver uma sela ele o levará por todos caminhos e será seu amigo. Mas se você não tiver a sela e resolver monta-lo assim mesmo, mais cedo ou mais tarde cairá dele.
O Terceiro - É um cavalo que passa à nossa porta sem sela e uma pata machucada. Você precisa ter uma sela e muita paciência para curar a pata machucada. Quando a pata estiver curada ele o levará aos confins da terra. Se tiver a sela e faltar-lhe paciência para esperar a pata machucada ficar curada e monta-lo mesmo assim, ele tropeçará e você e ele irão por terra.
Por que só falamos do primeiro cavalo?
Porque é o único que passa estrepitosamente à nossa porta e a maioria das pessoas o percebem. Os outros passam de mansinho e de mansinho vão embora. Para montar os cavalos é preciso viver a vida e aprender a ser sábio.
Como a grande maioria das pessoas passam ansiosamente pela vida, elas sequer conseguem ver o primeiro cavalo.
Conta à história que eles passam geralmente entre os períodos: o primeiro passa dos 15 aos 30 anos; o segundo dos 30 aos 45 anos e terceiro dos 45 aos 65.
Agora tem um detalhe: somente você poderá saber se um dos seus cavalos já passou. Ninguém mais.
Pelo que sei de Ferdinando Texeira, pelas várias ocasiões que tivemos desafios pela frente, que inúmeras vezes observei a sua luta e acompanhei suas vitórias, que mesmo diante dos poucos insucessos soube reescrever sua página de vida vitoriosa, acredito, que agora monta, o seu terceiro cavalo.
Pois, soube, diante de um cavalo que chegou mancando e Ferdinando tinha uma sela. Com muita paciência curou sua pata ferida e hoje lhe leva tranquilamente pelos caminhos da vida.
Na verdade, não é um cavalo. É um Elefante.
Um Elefante que pode ser Campeão Brasileiro da Série C - 2007.
Assim sendo, inédito, será o título na História do Rio Grande do Norte.
Inédito, será na história vitoriosa, Ferdinando Texeira, já o maior líder vencedor no Futebol da Terra do Elefante (RN).
Que seja, a história do cavalo, a incompleta. Aliás, a do Elefante.
Esse ano já passou mancando e Ferdinando tinha a sela, curou as feridas e levou-o ao Título Máximo 2007.
Agora, curado, na reta de chegada, passa diante de Ferdinando, pela segunda vez, para completar a Volta Por Cima 2007.
Que seja com o título máximo, mais uma vez, esse ano.
Porque dizem, que ele, assim, não passa duas vezes.
Mas, na porta de Ferdinando Texeira, ele está passando e sabe como monta-lo.
Resta-nos a todos torcer pela cavalgada ao excelso cúmulo!.
O Sumo Título de Campeão Brasileiro!

Um comentário:

  1. Muito lindo esse texto ! Dá pra ter uma ampla reflexão de vida, e ao mesmo tempo sempre nos envolve em situaçoes parecidas... Parabens !

    ResponderExcluir

Ao final do comentário finalize o texto com o seu nome.

Loading...

ACESSOS

. .

O amor é tudo que tenho para dar. O amor é tudo enquanto eu viver. Aceite-o!

MAIS ESPORTES PARA VOCÊ!

''Olha a hora torcedor'' - Mario Dourado.

Arquivo